sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Ausência

Estava no Hi5 noutro dia e vi esta magnifica frase...

"Faz da tua ausência o bastante para que eu venha a sentir a tua falta, mas não a prolongues a ponto de que me acostume a viver sem ti..."

Achei piada, e depois de obter a autorização da Ana aqui a pus.




German Diaz, Ausência

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Publicidades marcantes....

Amnistia internacional
video

Violência domestica no Brasil
video

Cruz vermelha mexicana

video

Publicidade contra a SIDA
video

União Zoofila
video

Publicidade da Ariston
video

Publicidade da Amstel Beer
video

Publicidade da Guiness
video

Publicidade IPA
video

Publicidade Ameriquest
video

Publicidade Honda
video

Publicidade Toyota
video

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Pensamentos Perversos

* Mais vale um péssimo dia de praia que um bom dia de trabalho...*

* Alguns homens amam tanto as suas mulheres, que, para não as gastarem, preferem usar as dos outros.*

* Se mexer, pertence à Biologia; se feder, pertence à Química; se não funcionar, pertence à Física; se ninguém entende, é Matemática; se não faz sentido, é Economia ou Psicologia; se não mexe, não fede, não funciona, ninguém entende e não faz sentido, é Informática...*

* Se te derem um pontapé no cu, não te preocupes, é sinal que vais à frente...*

* Os Homens mentiriam bem menos se as Mulheres não perguntassem tanto!.*

"Para evitar filhos, faça sexo com a cunhada. Só nascem sobrinhos."

"Todos os cogumelos sao comestiveis. Alguns só uma vez."

"É fazendo muita merda que se aduba a vida!"

"Nasci careca, nu e sem dentes. O que vier é lucro!"

"Ser bissexual dobra suas chances para um encontro no fim de semana ."

"A pior das sextas-feiras ainda é melhor do que a melhor das segundas-feiras."

"Seja porreiro com os seus filhos. São eles que vão escolher o seu asilo."

"Amigos vêm e vão, os inimigos acumulam-se."

"Se o amor é cego, o negócio é apalpar."

"Crianças no banco dianteiro podem causar acidentes, acidentes no banco traseiro podem causar crianças."

"Viva cada dia como se fosse o último, um dia você acerta."

"O seu futuro depende dos seus sonhos, não perca tempo, vá dormir."

"Todas as pessoas inteligentes estão cheias de dúvidas (eu acho)."

"Se, algum dia, aquela(e) que tu amas, te trair e sentires vontade de te atirar de um prédio lembra-te: Tu tens cornos, não tens asas..."

"O amor não é a distante melodia de um violino - é o triunfante chiar das molas de um colchão." S. J. Perelman

"Uma das fantasias dos homens é fazer amor com duas mulheres. As mulheres têm a mesma fantasia. Assim, já têm com quem falar quando ele adormece." Allan Pease, psicólogo

"Quando se trata de sexo, as mulheres precisam de uma razão; os homens precisam de um lugar." Allan Pease, psicólogo

"Os homens não simulam o orgasmo. Nenhum homem pode fazer uma cara daquelas de propósito." Allan Pease, psicólogo

"Não digam mal da masturbação: é sexo com alguém que realmente se ama." Woody Allen

"Os homens têm horror às críticas. É por isso que adoram casar com virgens." Allan Pease, psicólogo

"Se você resolver deixar de fumar, de beber e de fazer amor, não vai na realidade ter uma vida mais longa. Apenas parece mais longa." Clement Freud

"Sexo é a coisa mais divertida que já fiz sem me rir." Woody Allen

"Em literatura fala-se muito em ter sexo e pouco em ter filhos. Na vida real é ao contrário." David Lodge

"Aprendi que o amor é apenas uma partida que nos é pregada para se conseguir a continuação da espécie." Somerset Maugham

"Praticar sexo em excesso provoca amnésia e outras merdas de que agora não me lembro..."

"Quando lhe atirarem uma pedra, faça dela um degrau e suba...
Só depois, quando tiver uma visão plena de toda a área, pegue outra pedra, mire bem e acerte no crânio do filho da puta que lhe atirou a primeira."

domingo, 24 de fevereiro de 2008

O casamento como contrato entre pessoas de sexo diferente....

Estava eu a estudar para uma cadeira quando me deparo com o que de seguida vou transcrever....

"A outra característica do casamento - de qualquer tipo de casamento, sendo a excepção marginalidade - é a diversidade dos sexos."

Ok, até aqui tudo bem...

"Esta diversidade é exigida pelo fim do matrimonio que é de estabelecer entre os cônjuges uma plena comunhão de vida. Comunhão de vida, já vimos, fundada no amor. Quer para a religião católica, em que o casamento é o sacramento do amor oficiado pelos nubentes, quer para o direito civil, em que promove a comunhão de vida, o casamento é naturalmente predisposto só para duas pessoas de sexo diferente.
Na base do casamento há o acto pelo qual um homem e uma mulher se reencontram. Dão-se um ao outro, querendo ser um, sem poder cessar ser dois (Lacroix). Esta vontade de união encarna-se na criança, permitindo assim ao casamento perpetuar-se, na ânsia de infinitude que é o amor, mesmo para além da morte dos cônjuges. Nos filhos, escreve Hegel, a unidade do casamento que, enquanto substancial, é interioridade e sentimento, mas enquanto existência está separada em dois sujeitos, torna-se assim uma existência em si mesma, e um objecto enquanto unidade. Os pais amam os filhos como o seu amor, como o seu ser substancial. E Kierkegaard sublinha: todo o verdadeiro amor repousa no facto de que cada um se ama no terceiro. A criança encarna a perpetuidade do amor e, ao mesmo tempo, é frequentes vezes a própria condição desta perpetuidade. Sendo assim, o casamento, enquanto comunhão de vida e amor, não é possível senão entre duas pessoas de sexo diferente. Não só pela razão de só estas poderem procriar, como também pelo facto de só entre um homem e uma mulher haver possibilidade de uma complenitude. Em termos de cada um encontrar no outro as características que lhe faltam, e assim constituírem uma unidade que tenda para a perfeição e para a totalidade."

in, Lições de Direito da Família e das sucessões. Campos, Diogo leite


Bem!!!

Com este apurado ensaio sobre o amor de dois seres DE SEXO DIFERENTE, fiquei sem palavras!
Bela maneira de justificar os motivos do legislador proibir casamentos entre pessoas do mesmo sexo!!!
Tirando o pormenor de a lei não ligar puto aos sentimentos!!!


Já me estou a imaginar em Tribunal um dia a alegar com o amor...
- Sr Dr Juiz, o meu constituinte não agrediu a esposa!!!
- O amor de um pelo outro é tanto que até magoa!!!
- E daí as escoriações e hematomas na queixosa!!!
- E para provar o que digo cito Lacroix, "Dão-se um ao outro, querendo ser um, sem poder cessar ser dois"!!!!!

sábado, 23 de fevereiro de 2008

O primeiro beijo na boca.....

Lembraste do primeiro beijo na boca que deste?!

Eu lembro!!!

Por um lado, a ânsia e toda a magia da descoberta, por outro a incerteza!!!
Mas afinal como é que isto se faz?!??!
Aiii, deixa a minha lingua!!!
Trincar não vale!!!
Grrrrrrrrrrrrrrrrrr!!!

Vamos repetir?

Estranho gesto, que nos faz sonhar por mais o resto das nossas vidas!




Gustav Klimt, the kiss

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Era uma vez um menino!!!

Nasceu algures neste imenso cantinho a beira mar plantado. De saúde frágil nos primeiros anos, motivado por isso infância estranha teve (solitário).
Sozinho com os livros (a Historia de Portugal em banda desenhada, por exemplo), ou o carro a pedais!!! Mais tarde a sua "infiel" BMX que teimava em o atirar ao chão (capacete, joelheiras, cotoveleiras? O que é isso? Para que serve?!?!?!?!)!!!

Cresceu como que sozinho, pois os amigos por serem mais velhos e de outros anos escolares tinham horários diferentes.
No secundario conseguiu contornar as vicissitudes da falta de convívio.
Cresceu, tornou-se mais forte, ultrapassou essas fragilidades da saúde. Fez amigos, inimigos também? Não sei!!!

Namorou a primeira vez (se a aquilo se pode chamar namoro), aquelas coisas do secundário em que um beijo na cara ja nos punha todos malucos!!!
Entrou na Universidade, namorou segunda vez, agora mais a "sério", com a descoberta do corpo e seus prazeres pelo meio!!!
Novos amigos fez, entrou para um grupo académico, onde aprendeu a esconder a timidez (omnipresente apesar de tudo) , de menino da terra se fez homem na cidade grande!

De feitio difícil, incompreendido muitas vezes, descrito como arrogante noutras, algumas vezes compreendido!!!

Correu o país de lés a lés, a tocar, ENCANTAR, por vezes escandalizar!!!
Raramente vomitar!!!

Partiu alguns corações, ooopppsss!!!
Outras vezes lho partiram a ele. Uiiiii!!!!
Amores marcados a ferros!!!

Esse menino continuou sempre a olhar em frente, nunca mudou, apenas alterou a forma de agir, pois a isso somos forçados (a vida na selva urbana a isso "obligê" ).

Apesar da barba serrada, o cabedal grande e comportamento ameaçador por vezes, la por dentro, está o mesmo menino de sempre!!!

Aquele menino que ama as pequenas coisas, o simples cheiro da sua terra depois de chover, o cheiro do azeite novo na azenha, do vinho durante a fermentação, dos pinheiros, dos animais que o rodeiam. O "musicol" do ribeiro que lhe bate à janela do quarto.
O cantar ao desafio dos grilos, cigarras e afins!!!
O chilrear irritante dos pardais!!!
Ou o simples crru crru das pombas do vizinho!!!
Coisas com fios eléctricos.......

E também as grandes coisas!
Que nunca lhe sairão da cabeça (dura).

O mar..........

Continua a ser "era uma vez um menino".......................................

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

"Porto D'Ouro"

Não há noites prateadas de lua

Como as do Porto

Nem ruelas, nem lindas vielas

Como as do Porto.

Não há meninas loiras ou morenas

Que arranquem a alma ao passar.

Nem carícias tão suaves, tão vivas

Que acordem o Sol ao deitar.

Não há quem possa cantar a beleza

Que nasce no Porto

Nem quem sinta o amor e a ternura

De quem vive no Porto

Dou-te esta canção

Só para ti e mais ninguém

Porque és tu esta linda cidade

Que eu tanto amo.



(Musica original da Tuna Académica da Universidade Portucalense - I.D.H.)


video

A coisa mais injusta sobre a vida

A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, livrar-mo-nos logo disso. Daí viver num asilo, até ser chutado de lá para fora por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua reforma. Aí tu curtes tudo, bebes bastante álcool, fazes festas e preparas-te para a faculdade. Vais vai para colégio, tens várias namoradas, viras criança, não tens nenhuma responsabilidade, tornas-te um bebezinho de colo, voltas para o útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida a flutuar. E termina tudo com um óptimo orgasmo!

Não seria perfeito?

Charles Chaplin




video

Mar português

“Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma nao é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.”

in Mensagem

(Fernando Pessoa)



video